Sobre Jacques

Jacques  Ribemboim (2014)

Nascido no Recife, em 29 de abril de 1960. É casado com Maria Helena Urbano Ribemboim, com que tem dois filhos, Clarice (16) e Bernardo (14).

Cursou a escola primária, ginasial e parte do científico (2° grau) no Colégio Israelita, Recife.

Na década de 1970, frequentou o movimento judaico-halutziano Ichud Habonim, tendo sido um dos editores do Sabra, jornal de tendência sionista de esquerda, que criticava a ausência das liberdades civis no Brasil.

Em 1983 formou-se em engenharia mecânica na UFPE e ingressou por concurso na Petrobras, onde realizou o curso de Engenharia de Petróleo. Trabalhou nesta empresa por 12 anos como engenheiro de produção.

Entre 1986 e 1989, afastou-se da Petrobras e passou temporada em Israel, trabalhando como voluntário no kibbutz Maabarot (comunidade socialista agropastoril). Neste período, viajou para conhecer alguns dos países alinhados à antiga União Soviética (Romênia, Hungria, Bulgária, Tchecoslováquia), de onde voltou desapontado com o sistema.

Após retornar ao Brasil, reassume o antigo cargo na Petrobras e realiza o Mestrado em Economia Ambiental na University College London (1993), havendo trabalhado com o Prof David Pearce, destacado consultor do Palácio de Bukingham e do Parlamento Europeu em políticas de desenvolvimento sustentável.

Em 1995, passa a residir em Brasília e integra a equipe do ministro Gustavo Krause, na qualidade de Assessor Especial, durante o primeiro mandato do Presidente Fernando Henrique Cardoso. Durante esta fase, integrou a Comissão Nacional de População e Desenvolvimento, ligada à Presidência da República, e ajudou na implementação de uma nova política ambiental para o país, caracterizada pela descentralização administrativa, inclusão da agenda ambiental urbana e uso de instrumentos econômicos na política ambiental.

 >> Resumo da vida profissional

Jacques Ribemboim é formado em engenharia mecânica, economia e engenharia de petróleo, e possui os títulos de MSc (Mestre em Economia Ambiental) pela University College London e de Doutor em Economia pela UFPE, com pós-doutorado em sistemas produtivos locais pela Université Pièrre Mendes France. Atualmente, é professor da UFRPE, no Recife, e professor convidado do Institute d’Etudes Politiques de Grenoble, na França. Adicionalmente, ministra módulos de pós-graduação na Universidade de Pernambuco (FCAP e Poli).

. . .

Começou a vida profissional como professor de física, matemática e química em colégios do Recife, tais como União, Cepreve, Esuda e Contato, entre 1980 e 1983.

Foi engenheiro de produção da Petrobras por 12 anos, entre os anos de 1983 e 1987, e entre os anos de 1990 e 1998. Chefiou os campos de petróleo de Serraria, Mossoró, Estreito e Upanema, no Rio Grande do Norte, e foi chefe do Setor de Inspeção de Equipamentos e do Setor de Manutenção do Terminal de Derivados de Suape, em Pernambuco. Como engenheiro de petróleo, especializou-se em avaliação do nível dinâmico de poços, fluxo multifásico em meio poroso, dimensionamento e operação de gasodutos.

Na década de 90, foi assessor especial do Ministro de Meio Ambiente em Brasília, durante o primeiro mandato do Presidente Fernando Henrique Cardoso. No mesmo período, integrou a Comissão Nacional de População e Desenvolvimento, ligada à presidência da República e foi negociador brasileiro em encontros oficiais nas Nações Unidas (Nova Iorque) e na Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico – OCDE (Paris).

Foi o relator do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no Encontro Internacional para o Meio Ambiente, realizado em Seul, Coreia, em 1997, ano em que lançou o livro “Mudando os Padrões de Produção e Consumo”, editado pelo Ibama. No mesmo ano, foi o representante brasileiro em Luanda, no Acordo de Pesca Sustentável, assinado pelos países de língua oficial portuguesa.

No Governo de Pernambuco, exerceu os cargos de Diretor de Defesa e Fiscalização Agropecurária e de Diretor do Fundo de Terras de Pernambuco, entre os anos de 1998 e 2000.

Responsável técnico pelo capítulo de economia dos Estudos de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) de grandes projetos no Estado de Pernambuco, tais como: Linha Verde, Via Mangue, Termoelétrica de Pernambuco, Unidade de Regaseificação da Shell/Petrobras e do “Levantamento Econômico do Passivo Ambiental de Suape”, contratado pelo IPAD.

Possui experiência profissional em Estudos de Impacto Ambiental, Sistemas de Compressão de Gás Natural; Métodos de Elevação de Petróleo; Plano de Manutenção Preventiva em plantas industriais; Sistemas Pneumáticos; Formação Econômica do Nordeste; Economia Ambiental, Economia da Energia Renovável, Economia da Pesca Sustentável, População e Desenvolvimento, Sistemas Produtivos Localizados e Teoria do Comércio Exterior.

Publicou centenas de artigos para revistas, jornais e anais de congressos. Assina 16 livros (como autor, co-autor ou organizador), dentre eles: “Economia da Pesca Sustentável no Brasil” (2010), “Em Defesa do Livro e do Autor Pernambucanos”(2004), “Nordeste Independente” (2002), “O Fim da Velhice” (2006), “Uma Olinda Judaica” (2011); “Manuel Correia de Andrade: um homem chamado Nordeste” (2008); “The Brazilian economy during the 70s and the 80s: Let’s focus on ‘Sustainability'” (2012); “Boa Vista – berço das artes plásticas pernambucanas” (2014) e “Pernambuco de Fernão” (2015).

Presidiu, entre 2006 e 2011, a Synagoga Israelita do Recife, entidade sóciocultural e religiosa que tem suas origens em 1910, e é o atual presidente da ONG Civitate, fundada em 2002, atuante na área de preservação ambiental urbana e no apoio a projetos culturais.

Jacques Ribemboim residiu em Salvador, Natal, Mossoró, Tel-Aviv, Londres, Brasília e Grenoble. Atualmente, mora no Recife, sua cidade natal.

Possui domínio do inglês, francês, hebraico e espanhol e é membro da União Brasileira de Escritores e do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano; sendo também membro associado da Academia Carioca de Letras.

Responses

  1. Oi Jacques, que pena que o PV de PE não endossou a tua candidatura ao senado. Se você fosse candidato aqui pelo Rio pode ter certeza que o meu voto era seu.

    Um grande abraço,

    Portella

  2. Você é jovem e pode ajudar mesmo sem estar no Senado. Um abraço, Liliana Falangola.

    • Liliana,
      Eu já fui várias vezes no catamarã. Levo tudo que é amigo de fora, mas confesso que ainda não fui com as crianças. Mande seu telefone para agendar!
      abração, Jacques.

  3. Jaques !

    Nao liga muito para isso de a diretoria do PV de Pernambuco ter optado por outro nome para o Senado. Na Alemanha, por exemplo, o PV demorou para amadurecer a ponto de participar dos governos. Edwin Lundgren.

  4. Mandato ajuda, as vezes até atrapalha. O que vale é sua luta pelo verde. Outras eleições virão.
    Shalon

  5. Concordo quando dizem que mandato pode ajudar mas também pode atrapalhar.

    Pense nisso e continue com esse belo trabalho.

    Simone e Flávio

  6. JACQUES……
    VAMOS LUTAR JUNTOS.
    COMEÇAR PELA BASE. FAZER UM TESTE NA PRÓXIMA ELEIÇÃO MUNICIPAL.
    UM ABRAÇO
    EDGARD

  7. Olá Professor Jacques!
    Gostaria de parabeniza-lo pelo excelente trabalho que o Sr vem desempenhando ao longo de sua carreira. Gostei do seu trabalho com as ONGs, principalmente as que atuam em prol da conservação do patrimônio do povo pernambucano, destaco também os livros que ressalvam a importancia do Nordeste.

    Abraços

    Fui seu aluno na turma de zootecnia em 2009.

  8. Grande Jacques! Passei por aqui só pra te dizer Oi!
    Um abraço, Ana Paula.

  9. vim a conhecer o Jacques recentemente e acho maravilhoso que tenhamos pessoas desse quilate preocupadas com o nosso futuro. Estou sempre disposto a colaborarcom a melhoria da nossa qualidade de vida. Um forte abraço.

    • Lupércio, sinto-me honrado com suas palavras. Abração para você também!

  10. Um belo curriculum. Gosto da diversidade: evita amarras, amplia horizontes. Parabéns.

  11. Caro Professor,
    Parabéns pelo belo currículo e saiba que sinto-me honrado em ter sido seu aluno na graduação. Gostaria de incentivá-lo a continuar sua luta em prol do meio ambiente e da sociedade como um todo.
    Grande abraço.

  12. Professor Jacques,

    Parabéns pelas suas obras e trabalhos.
    Pernambuco precisa de pessoas que contribuam com amor e carinho,no que sabem e gostam de fazer como profissional competente em suas áreas de conhecimento.

    Grande abraço.

    Eng.Marcilio Cunha MSch.

    Professor Universitário e Consultor em Logística.

    • Obrigado Marcílio,
      Vamos seguir em frente.
      Um abraço, Jacques.

  13. Senhor Jacques como vai?
    Estou no mestrado da UERJ e estou muito interessado em sua proposta de emancipação do Nordeste. Gostaria de poder saber mais do assunto.

    Parabéns pelo trabalho.

    Professor Alan Clair Passos

  14. Oi Jacques,
    Fui a procura de seu nr de telefone e encontrei esse blog. Parabéns. Seu CV é impressionante!
    Por favor, me envia o seu nr. telefone.
    meu e-mail é rooy@globo.com
    Abs.
    Robin

  15. Surpreendo-me como você é eclético.
    Vá em frente.
    Abcs
    Magalhães

  16. Cara te admiro muito, também sou ” separatistas, quero aprender com vc, por email, grato desde jjá, aguardo respostas

    • Obrigado pelas palavras Baumann, vamos trocar notícias. abraços.

  17. Dr. Jacques, que lindo é suas obras e seu amor por o que faz, gosto mto da sua nobreza de caráter, o tempo que trabalhei com o senhor foi mto gratificante, hoje tenho 04 netos, lindos e maravilhosos, tenha uma feliz caminhada, com carinho,
    Maria do Socorro Bandeira.

    • Socorro, que lindas suas palavras. Fico contente em saber que vc tem uma família linda como merece. Abraços!

  18. Pprezado Senhor,
    Tomei. conhecimento através de uma amiga judia, que o senhor é estudioso dos “Cristãos Novos” no Brasil.Gostaria de saber se o senhor poderia me fornecer informações acerca dos mesmos, pois interesso-me pela genealogia de minha famîlia.

    • Luciano, agradeço sua mensagem. Meus estudos nesta área estão direcionados ao ambiente de Olinda quinhentista e durante a ocupação holandesa. Há no Brasil, uma série de obras de genealogia que podem lhe ser úteis, mas não é precisamente a minha área. Abraços

  19. Jaques, Td bem?
    Sou jornalista, moro em NY, e estou precisando bater um papo contigo.
    como consigo entrar em contato?
    Grata
    Carla

  20. Professor, foi uma honra ser aluno do senhor. Aprendi muito com sua cadeira de economia de recursos pesqueiros. Abraços

  21. Tive o prazer de conhecer e trabalhar com este profissional brilhante e com grande conhecimento do setor petroleo no brasil, alem de grande escritor com varios livros publicados.
    Gonzaga lopes.

  22. Gostei do seu currículo. Acho fundamental o seu conhecimento para aplicar em PE. Mesmo que não tenha vencido nas eleições, tomara que tente novamente. Além de honesto, precisamos de políticos capacitados, mas também que pense no no bem estar social.

    • Obrigado, margareth, você não faz ideia de como nos fortalece um comentário assim.

  23. Oi meu nome é Tiago Alexandre, fui aluno da UFRPE e o procurei há alguns anos, não consegui encotr-á-lo. Já li seu livro Nordeste Independente Gostaria de participar dos debates e trazer este assunto também para as cidades do interior onde percebo uma aceitação maior, principalmente neste momento em que vive a sociedade. Forte abraço.

    • Claro, Tiago, com prazer. Recomendo participar dos debates na página do Facebook, cujos coordenadores são João Victor e Rômulo Vicente. Abraços!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: